Guerra pelo Tempo

Não, eu não esqueci desse blog. Muitas pessoas, já me perguntaram se eu deixei de lado, ou se eu ainda iria escrever algo. Estou quase de férias, (deveria estar escrevendo meu relatório de panificação, mas estou aqui escrevendo esse post que já estava com prazo estourado) e decidi que esse tempo em que estou de férias, tentaria escrever vários posts adiantados. Quero poder compartilhar mais com vocês sobre como Deus está trabalhando na minha vida, e como lido com algumas das dificuldades que enfrento, principalmente das que relacionam com a minha solteirice. Comecei com esse blog com o intuito de edificar outras moças cristãs solteiras, pois creio que todas enfrentamos batalhas semelhantes.

Creio que, uma das minhas maiores lutas espirituais é ter tempo de qualidade no meu devocional diário. Quem me conhece pessoalmente, sabe que eu não paro quieto. Não sou caseira, gosto de estar fora, curtindo a vida e me ocupando com coisas. Eu sempre gostei de me ocupar bastante, não gosto de ter muito tempo livre, nem que seja preenchido por algum tipo de hobbie. Mas tenho percebido, que tenho preenchido o meu tempo tanto, que tenho faltado tempo para algumas coisas que realmente importam. Tempo, coisa que é tão raro hoje em dia. Mas para aquelas coisas que consideramos prioridade, sempre temos tempo.

No momento, o meu alvo tem sido de terminar o meu bacharelado em gastronomia esse ano. Com a vida conturbada, e diversos compromissos (dando cerca de 8 de aulas semanais de inglês, recebendo encomendas semanais para bolos e doces, e ainda estudando 6 cadeiras na faculdade) tem sido difícil regar o meu relacionamento com Cristo.  Muito frequentemente, acabo gastando só um pouco de tempo em leitura, sem me alimentar muito. Como resultado, a qualidade do meu tempo com Deus cai e eu falho no meu compromisso à ele. Acabo neglicenciando algo que deveria ser a minha maior prioridade. Sem meu relacionamento com Cristo, nada do que tenho, teria. Se a urgência em terminar o bacharel me faz perder visão daquilo que é eterno, preciso parar e trazer o meu foco pra o que realmente importa: meu relacionamento com Cristo, meu relacionamento com as pessoas ao meu redor, o meu relacionamento com as pessoas da igreja, e como eu posso servir mais a Cristo e aos meus irmãos.

Como solteiras, estamos realmente em uma fase doce da vida. Podemos fazer “o que queremos”. Mas sempre lembrando do advertimento de Salomão em Eclesiastes 11:9, “Siga por onde seu coração mandar, até onde a sua vista alcançar; mas saiba que por todas essas coisas, Deus o trará a julgamento.”

Muitas vezes ouvimos o que os padrões do mundo falam pra buscarmos nessa fase de nossas vidas: “Viaje mais”; “Busque os seus sonhos”; “Avance na sua profissão”. Todos são metas e sonhos válidos. Eu mesmo já indiquei algumas aventuras bem legais pra se fazer nessa fase. Mas quero nunca me esquecer, enquanto estou trabalhando duro pra poder ganhar dinheiro pra poder viajar, pra poder avançar em minha carreira, ou estudar, preciso me lembrar de buscar aquilo que realmente importa.  Se não criarmos o hábito de dedicar tempo a Deus, quando tivermos marido, filhos e uma casa para cuidar, será ainda mais difícil dedicar tempo a isso.

Tenho pensado bastante, recentemente, no exemplo de Lutero e sua vida de devoção e oração. Ele tinha uma vida constantemente atarefado. Mas, nos dias em que ele tinha mais afazeres e compromissos, ele gastava mais tempo aos pés de Cristo.

Tenho tanto pra fazer hoje, que gastarei as primeiras três horas em oração.  -Martin Lutero

É tão difícil fazer isso. Gosto de ser produtiva e ativa, e nos dias que tenho muita coisa pra fazer, gosto de levantar mais cedo, pensando que só assim consigo fazer tudo que preciso. Mas, quantas e quantas vezes, acabo não conseguindo terminar tudo, ou não faço bem, por conta de uma atitude pecaminosa ou por não ter simplesmente pedido a benção e força do Senhor nas tarefas do dia. Acabo ficando desanimada. Se eu parasse, e gastasse mais tempo na Palavra, indo ao meu Salvador, lhe contando tudo que preciso fazer, pedido a Sua graça, força e sabedoria com os meus compromissos, sabendo que conseguirei fazer tudo quando ele permitir naquele dia, seria um dia muito mais produtivo. Seria produtivo só pelo fato de ter conseguido realizar aquilo que realmente importa e então descansar nele. É uma luta constante, algo que eu, com toda certeza, ainda não consigo diariamente.  Se eu não conseguir terminar tudo, Ele ainda está no controle. A minha responsabilidade, após ter entregado tudo a ele, é apenas fazer o meu melhor e descansar nele.

Às vezes é difícil pararmos um pouco e pensarmos no que estamos fazendo ou o que precisamos estar fazendo.  Então aqui está algumas perguntas que tenho feito recentemente para tentar priorizar algumas atividades.

  1. O que eu diria é o mais importante? O que valorizo acima de tudo? Família? Amigos? Entretenimento? Meu trabalho ou faculdade? Exercício? Sempre temos tempo para aquelas coisas que valorizamos e que acreditamos ser importante. Porém, frequentemente nos enganamos a nós mesmos, dizendo que valorizamos algo, mas gastando tempo em outra coisa.
  2. Ultimamente, o que mais tenho gasto o meu tempo fazendo? Minha sugestao é que você observe e anote o tempo que gasta com cada atividade por alguns dias. Faça as coisas ao passar do dia, e após algumas atividades, volte e veja quanto tempo você realmente gastou naquilo. Seja específico e detalhado, e inclua as coisas essenciais como dormir e comer. A resposta normalmente irá mostrar aquilo que valorizamos. Muitas vezes, irá até mostrar um ídolo do coração, ou um pecado que é mais profundo do que apenas má administração do seu tempo. Será que a resposta desse pergunta é o mesmo da primeira?
  3. O que Deus diz que deveria ser a atividade mais importante ou prioritária do seu dia? Fazemos planos para nossas vidas, mas tão frequentemente esquecemos de perguntar ao Senhor o plano dele ou se ele aprova dos nossos planos (Tiago 4:13-17). Em 1 Coríntios 10:31, somos advertidos a fazer tudo para a glória de Deus, até mesmo o que comemos ou bebemos. Se não estamos pedindo a benção de Deus para o nosso dia e as atividades, será difícil fazer tudo para a sua glória.
  4. Tenho realmente colocado Deus em primeiro lugar na minha vida e em tudo que faço? Se não, qual é o motivo para isso? Será que tenho algum pecado não confessado na minha vida? Ou será que é apenas por má administração do tempo, mesmo? À parte de Deus, não consigo realizar nada. (João 15:5). Frequentemente, através do dia, tenho atitudes e desejos pecaminosos, e naqueles dias que não gasto tempo na Palavra, que não peço a ajuda de Deus, acabo me perdendo ainda mais nos meus desejos cobiçosos. Não tenho nada de bom em mim, e se eu não deixar que o fruto do Espírito cresça em mim, tudo que irá sair será apenas a minha natureza pecaminosa, o meu velho eu (Gálatas 5:16).
  5. Quais são os meus alvos de vida? Se ainda não defini os meus alvos, quais deveriam ser? Tenho orado sobre esses alvos? Deus tem me abençoado quanto a essas decisões?
  6. Faça uma lista dos alvos, e o que preciso estar fazendo para alcançar esses alvos. Quais são prioritários, e quais posso deixar pra depois? Criepriorities alvos de curto prazo, para atingir os de longo prazo. Nossas prioridades precisam seguir o nosso relacionamento com Deus. Quando gastamos tempo com Deus, e usamos do nosso tempo sabiamente, as prioridades estarão à caminho de serem completadas. As coisas que são menos importante, talvez serão deixadas para outro dia.

Uma das músicas que estou curtindo bastante no momento, descreve essa batalha constante que tenho com o tempo e as minhas prioridades. É uma música do Paulo César Baruk, “Senhor do Tempo.”

“Eu busco tempo para tantas coisas
São tantos planos para pouco tempo
Em meio a tudo o que exige tempo
Eu já não tenho tempo pra falar com Deus
Eu me disponho para o trabalho
E sem notar eu perco o horário
Só resta tempo pra fechar a porta
Pra tudo que na realidade importa

Não tenho tempo para descansar
Rever amigos e conversar
Já não consigo me assentar a mesa
E alimentar o que a alma almeja
E quando eu quero viver o tempo
Tal fumaça some num momento
E antes que tudo perdido esteja
E antes que tarde demais eu perceba que

Ganhei meu mundo
Perdendo a alma
Tentei de tudo
Vivi sem calma
Busquei tão longe
Quando tão perto
Teria tudo do jeito certo
Vem ser o Senhor deste mundo
Vem ser o Senhor da minha vida
Em todo tempo, Deus

De que vale a um homem
A qualquer homem
Ganhar o mundo inteiro
E por inteiro se perder?”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s