Espiritualidade Prática No. 1 – Oração

Quis começar mais uma das séries que planejo ter nesse blog. Esse quero que seja dicas práticas para instalar em sua vida diária e espiritual. Por favor, não entenda isso como estipulando regras e práticas legalistas, mas ao invés, quero ajudar enriquecer o seu relacionamento com Cristo dando dicas que tenho usado e encontrado. Muitas dessas dicas foram dadas e ensinadas a mim por outras pessoas e outras encontrei ou criei por mim mesma. Muitas vezes conhecemos as verdades bíblicas: Deus nos manda amar uns aos outros, precisamos orar, estudar e meditar em sua palavra, precisamos estarmos sempre preparados para a batalha espiritual… mas a parte difícil muitas vezes vem em saber como colocar essas verdades em prática em nossas vidas. Conhecemos a teoria, mas como colocamos essas coisas em vigor em nossas vidas corridas nesse século 21.

Oração

O assunto da oração é muitas vezes esquecido quando falamos dos nossos devocionais diários. Eu mesma já dei quase todas essas desculpas esfarrapadas algum dia. “Não tenho o tempo pra poder sentar e orar hoje. Vou praticar o meu ‘orar sem cessar’ e orar enquanto faço minhas atividades do dia.”  “Não sei o que orar hoje. ” “Deus tem me abençoado tanto recentemente, que não tenho nada específico que precisa de oração. ” “Pequei e sinto vergonha em orar agora. ” Tenho certeza que a maioria de nós já teve pelo menos um desses pensamentos. Quem nunca pecou na área de oração, “que atire a primeira pedra.” Creio que todos precisamos aprender a orar.

Quis dar algumas dicas, mas também quero relembrar a importância da oração, e algumas verdades que vemos na Bíblia sobre a oração.

  1. Oração aprofunda o nosso relacionamento com Cristo. Não podemos ter nenhum tipo de relacionamento (humano) sem ter comunicação. A mesma coisa vale pro nosso relacionamento com O ser divino. Deus quer ouvir os desejos do nosso coração e quer ter conversas conosco. É importante para ele.
  2. Através da oração podemos aprender mais sobre ele. Podemos aprender do poder que ele tem quando ele responde aqueles pedidos que nem temos mais esperança. Aprendemos que ele ouve e que ele se importa com os nossos pedidos e orações mais íntimos e nos dar desejos que talvez ninguém mais saiba. Podemos ser relembradas de muitas características de Deus através da oração.
  3. Oração é a nossa arma secreta na batalha espiritual. Em Efésios 6, vemos a armadura de Deus que ele quer que vistamos: cingindo-vos com o cinto da verdade, a couraça da justiça, sandálias do evangelho da paz, o escudo da fé, o capacete da salvação, e a espada do espírito, “com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos.” (Efésio 6:18) Oração é que nos faz ficar alertos na batalha. É a nossa arma secreta e sem ela, já perdemos metade da batalha.
  4. Satanás odeia quando oramos. Muitas vezes, quando não oramos, é por causa de coisas que ele tem colocado no nosso caminho para nos impedir. Coisas que levam a nossa concentração, ocupam nossos pensamentos, se tornam nossas paixões, gastam o nosso tempo, e acabamos perdendo o compromisso com a oração. Ele sabe que o nosso tempo em oração é importante para um relacionamento com Cristo e para vencer essa batalha contra ele.
  5. É a vontade de Deus que oremos. “Regozijai-vos sempre, orai sem cessar, em tudo, dai graças, porque esta é vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. ” (1 Tessalonicenses 5:16-18)
  6. Podemos ter paz quando oramos e damos nossas ansiedades e preocupações a Deus. (Filipenses 4:6-7)
  7. Às vezes as nossas orações mais simples e curtas são as que são mais sinceras e puras de coração. (Mateus 6:7)
  8. Às vezes, ficamos sem saber o que ou como orar. Mas a Bíblia nos promete que o Espírito irá nos ajudar a orar o que precisamos orar. Ele intercede por nós. “Também, o Espirito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. ” (Romanos 8:26)

SENHOR, ENSINA-NOS A ORAR. (Lucas 11:1b)

Então, como podemos inserir a oração em nossa vida? Aqui estão alguns métodos que eu já usei.

  1. Orando por categorias. Umas das maneiras que comecei a orar foi por orar através de uma tabela ou lista de categorias e pedidos. Algumas das categorias que tinha foram: Amigos, Familiares, Igreja, Ministérios, Missões, Amigos Descrentes, País, Meu Futuro. Escrevia os nomes das pessoas ou alguma palavras que me lembrasse qual era o pedido de oração. Às vezes, nem tinha um pedido específico, mas oraria por cada nome na lista orando especificamente pela vida daquela pessoa.
  2. Calendário de Oração. Parecido com a ideia anterior, fiz uma tabela semanal das categorias de oração. Por exemplo: Nas segundas eu orava por meus familiares, nas terças por meus amigos, nas quartas pelos conhecidos descrentes, nas quintas pelos meu pais, na sexta por missões, nos sábados por meu futuro e aos domingos por minha igreja e os ministérios alí.
    thumbnail_img_4122
  3. Cultos de Oração e Listas de Oração. Ir aos cultos de oração é uma excelente forma de conhecer o povo de sua igreja. Você conhece as lutas deles, e pode orar com e por eles. Tive um caderno dedicado para esses momentos onde escreveria o nome da pessoa, e desenharia um símbolo para representar o pedido, como por exemplo, uma árvore para crescimento espiritual, um coração para salvação, uma cruz de hospital para saúde, anéis para casamento, um livro para os estudos e um martelo para o trabalho.
  4. Echo Prayer App. Um app que nos lembra a orar. Usei esse app por um curto período de tempo. Para aqueles que gostam de ter tudo no seu celular ao invés de ter um caderno ou diário, isso é uma boa opção. Você pode programar um horário de oração por um certo período e ele notificará quando for o horário e qual o pedido. Você pode colocar um timer para controlar o tempo de oração e ter uma lista de pedidos e agradecimentos. Também pode anotar quando uma oração for atendida. Eu sou uma pessoa que gosta de escrever com caneta e papel, especialmente quando se trata de algo que precisa que eu me concentre mais. O meu celular me distrai demais, e às vezes sinto que perco aquele toque pessoal, então, pra mim, foi pouquíssimo tempo que usei esse método.
  5. Diário de Oração. Pessoalmente, esse é o meu método favorito. Pego um caderno bonitinho e escrevo as minhas orações e pensamentos mais íntimos que tenho. Escrevo como se fosse uma carta a Deus. Algumas pessoas gostam de usar para anotar os pedidos de oração em gerla que eles tem, mas o meu diário é onde me exponho diante de Deus. É onde confesso meus pecados, onde louvo a Deus por quem ele é e o que ele tem feito por mim. Posso me achegar a ele com meus pedidos e desejos, às vezes coisas que mais ninguém saiba e saber que ele me ouve. Já faz mais de 10 anos que tenho um diário de oração, então, é interessante quando posso voltar aos meus diários antigos e ler o que escrevi. Posso ver como eu cresci e amadureci, como Deus me mostrou algo sobre ele, ou atendeu algum pedido meu, e tem sido presente em minha vida. Quando olho esses diários passados, gosto de anotar algum pensamento rápido que tenho acerca daquele pedido. Escrevo em post its algo como: “Obrigado, Deus, por ter me mostrado misericórdia nessa situação. ” “Tenho amadurecido tanto nessa área da minha vida. ”  “Senhor, ainda preciso trabalhar esse pecado. ”
    thumbnail_img_4171
    Se você achar difícil começar um diário de oração (e entende inglês), aqui está 2 blogs que dão algumas ideias como.

    20 ideas para começar o diário de oração

    31 ideas para iniciar o sem tempo de oração

  1. Ore com as músicas. Quando estou me preparando para me aquietar para fazer o meu tempo de devocional (meditação, estudo da Palavra, seja lá que for que você a chama), gosto de ouvir músicas que ajudam a ligar a minha concentração na Palavra e ativa o meu modo “meditador” e me deixa pronto para louvar. Um dos meus favoritos são os Sons of Korah. É uma banda que colocar música aos Salmos. Gosto de ouvir também os Gettys ou Sovereign Grace Music entre outros. Todos esses são em inglês mas até tem algumas das músicas desses traduzidas em Português, e sempre dá pra encontrar listas de hinos instrumentais. Uma lista curta de algumas músicas que gosto.

Santo Espírito” – Tradução e versão do Paulo Cesar Baruk e Leonardo Gonçalves
Perdão, ” “Senhor, Eu preciso,” “Minha Adoração”– Paulo Cesar Baruk
Senhor, eu sei que tu me sondas.” – Vencedores por Cristo
Mente e Coração” – Vencedore por Cristo
Acredito” – Tradução e Versão do Leonardo Gonçalves
Gêtsamani,” “Eu me Rendo” – Leonardgo Gonçalves
“Fala, ó Deus.” – Gettys (tradução do Pr. Jenuan Lira)

  1. Ore versículos ou passagens da Bíblia. A Bíblia é o nosso guia da vida, e também deve ser o nosso guia de como devemos orar. Podemos orar versículos que falam pessoalmente à nós, e usar as orações que já estão escritas lá para orar e usarmos como referência e modelo. Muitas, se não todas, as orações de Paulo no fim de suas cartas são excelentes orações.
  2. Ore com a leitura Bíblica. Use a sua leitura Bíblica como uma base para começar suas orações. Transforme as lições que você aprendeu em orações. Às vezes, enquanto lemos e estudamos a Bíblia, encontramos pecados que o Espírito no convence, e isso deve nos levar à um espírito de contrição e oração. Quando isso acontece, em muitas ocasiões é melhor pausar ou parar a sua leitura e meditar naquilo.
    thumbnail_img_4119
  3. Ore por alguém que te magoou. Essa pode ser uma das decisões mais difíceis de se tomar, mas acredite em mim quando eu digo, isso pode mudar a sua visão da pessoa. A oração nos muda, e quando oramos com intenção de orar pela vida daquela pessoa, é basicamente impossível continuar com raiva da pessoa. O amor de Cristo vai nos constranger e nos convencer do pecado da falta de amor, perdão e misericórdia. Se Cristo nos perdoou por algo muito pior, quem somos nós para ficarmos com raiva e amargura contra alguém por ter nos magoado. Devemos orar que eles possam reconhecer o erro deles diante de Deus, isso claro, se realmente foi uma transgressão ou se foi apenas um mal entendimento ou uma mágoa que nós mesmos atribuímos como pecado, mas que não é.
  4. Orar sem cessar. Todos sabemos que podemos orar onde e quando quisermos. O difícil é forma o hábito. Gosto de deixar recados nas minhas paredes e dentro do meu carro para me lembrar a orar por algo ou alguém. Também, se eu pensar em certa pessoa durante o meu dia, que eu sei que está passando por um tempo difícil, eu paro e oro. Não leva muito tempo, e ninguém nota o que estou fazendo. É aqui que acho que o app da oração iria ajudar, pois pode marcar horários do dia para parar e lembrar de orar por algum pedido específico. Com certeza, preciso trabalhar mais nessa área, e realmente transformar a oração em um hábito.

E você? Tem alguma dica para criar um hábito de oração, ou para usar em seu tempo de meditação e oração?

1 thought on “Espiritualidade Prática No. 1 – Oração”

  1. Este ano pude começar um caderno de oração. Fiquei mais animado com o filme “Quarto de Guerra” vc ja deve ter visto…EM janeiro comecei a escrever, os pedidos,, as orações… anotar os pecados… tem sido a melhor coisa que ja fiz… antigamente tentava ter um horario especifico ou criar uma rotina, mas só me frustrava… agora posso reler o que ja passei, e ver o que aprendi com as situações… as coisas que tenho deixado de lado, ou nao tenho melhorado ainda… Tem sido muito bom. Recomendo pra todo Cristão que quer mesmo ter uma vida de oração. Muito bom o post;

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s