PARE de Esperar – Nossas expectativas irreais

Quando eu ia pra faculdade de ônibus, todo dia eu me encontrava gastando muito da minha manhã esperando. Eu ia pra a parada de ônibus, esperava o ônibus chegar, depois ia pro terminal e esperava outro ônibus, junto a centenas de outras pessoas em uma fila imensa. Alguns dias, eu deixava um ônibus passar e esperava mais ainda pro próximo chegar pra poder ter alguma chance de ter um assento. Era a mesma história pra voltar pra casa. Parecia que eu estava sempre esperando algum ônibus. Um dia, os motoristas decidiram fazer greve, e eu não fiquei sabendo. Esperei na parada perto de uma hora, e então comecei a ficar impaciente e perguntei a uma senhora o motivo de tanta espera. Ela comentou da greve e que a nossa única esperança eram as “topics” (vans de transporte que são mantidas por empresas particulares) que passavam já lotadas. Eu estava aí, esperando por um ônibus que nunca iria passar. Eu poderia então pegar a louca viagem de um “topiquiero” ou decidir voltar para casa pra ter um pouco de produtividade no dia. Eu optei pela segunda opção.

Uma das frases mais usadas que se tornou cliché, é: “Escolhi esperar.” Ou “Estou esperando em Deus.” Ou até: “Estou esperando o prometido.” Enquanto essas frases começaram por um princípio bom, tem sido destorcido até serem frases vazias e sem sentido.

Quando crianças, nos alimentaram com a ideia de que iriamos crescer e casar assim como nos contos de fada e nos filmes da Disney que assistíamos. Como adultas, temos as comédias românticas, para alimentar as nossas fantasias que um dia iremos encontrar o nosso Príncipe Encantado. Na igreja, somos ensinadas que casamento é bom, e que devemos nos guardar, e nos preparar para O DIA especial onde casaremos com A PESSOA especial para então termos basicamente o nosso final feliz de Crente. Eu entendo o porque somos ensinados a almejar o casamento. O casamento é bom. Deus criou o casamento. O casamento não dever ser fora dos padrões do seu criador. E como tratei no post da semana passada, o desejo de ser casada, e de ter um casamento baseada nos princípios e verdades de Deus, é um desejo dado por Deus.

Porém, onde na Palavra de Deus encontramos a promessa de que todas as mulheres cristãs irão se casar? Se você encontrou algum versículo que dá essa promessa, me desculpa, mas eu ainda não vi. Paulo fala aos Coríntios que não é bom que um homem (entendesse mulher também) não deve “viver abrasado” como solteiro, e se isso for o caso, que é melhor que fosse casado(a). Em Gênesis, depois de Adão concluir o seu trabalho de nomear os animais, Adão vem a concordar com Deus na ideia de que “não é bom que o homem esteja só” mas é melhor que tenha o companheirismo que o casamento oferece. Ainda assim, em nenhum lugar nas Escrituras encontramos uma promessa de Deus que ele IRÁ nos dar maridos! Então, porque estamos sempre esperando que iremos encontrar AQUELE com quem iremos gastar o resto das nossas vidas? O que Deus promete é que a sua vontade pra nossas vidas é “boa, agradável e PERFEITA”. (Romanos 12:2) Ele também nos lembra que:

​​“Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor, porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos.” (Isaías 55:8-9)

Deus vê o quadro por inteiro. É ele quem desenhou o nosso esboço de vida. Ele conhece o que virá na nossa história e na história desse mundo mortal. Ele conhece o que é melhor pra mim e pra você, e sabe exatamente do que precisamos. Talvez até mais do que um marido, precisamos nos achegar mais a Ele e ter uma dependência maior nele. Talvez Ele queira nos usar como solteiras de maneiras que nunca poderíamos imaginar, e talvez nunca poderíamos fazer se fôssemos esposas.

Creio que é errado viver com a expectativa de que irei me casar quando isso não é uma promessa de Deus, mas vejo como mais importante viver sabendo que Deus tem uma vontade perfeita para a minha vida e que essa sua vontade é boa e agradável e foi feita unicamente para mim. O plano pra minha vida pode ser diferente do que a das minhas amigas. Minha amiga pode casar aos 21 e eu aos 35 ou até talvez eu nunca me case. Talvez o plano de Deus pra minha vida seja de o servir com mais do meu tempo como solteira, do que se eu estivesse casada. Por causa disso, eu decidi parar de colocar expectativas em uma promessa que Deus nunca fez. Se, algum dia, eu encontrar que a vontade de Deus pra mim é casar, será uma benção a mais. Se é viver solteira pro resto da minha vida, não terei o peso, a dor e a amargura das minhas expectativas não cumpridas.

O meu desafio pra você essa semana, é de analisar, se você tem presumido se um dia você irá com certeza se casar. Você tem sonhado com esse dia, sabendo que um dia chegará a você, mas que você está apenas esperando? Não estou pedido que você não tenha nenhuma esperança de casamento. As chances são que a maioria das moças se casem, mas o que peço é que você pare de pausar a sua vida, seus sonhos e seus ministérios enquanto você espera cair do céu o homem perfeito. Pare de se machucar por viver com a expectativa de que irá se casar. Por muito tempo da minha vida, vivi assim, pausando a minha vida e alguns dos meus sonhos, porque: “você nunca se sabe.” Mas essas expectativas frustradas tem criado um descontentamento no meu coração. Tenho ficado frustrado com Deus quando ele não me dá um marido. Estou farta de viver iludida e aborrecida com Deus por algo que eu sei que ele não me prometeu. Cansa viver desse jeito. Quando comecei a confiar que Deus sabe o que ele está fazendo, e que ele conhece o plano perfeito pra mim, é um conforto e posso enfim descansar.

Então, com isso em mente, encorajo e desafio você a deixar de lado essas expectativas nocivas e falsas. É uma decisão diária não render-se ao descontentamento. Ao invés disso, se derramar a Deus, e correr em direção dele e sua Palavra é um alívio . Quanto mais perto chegarmos dELe, mais óbvio fica a vontade de Deus pra nossas vidas. Os desejos do coração de Deus se tornarão os nossos desejos, e não vice-versa. Nos desafio, a orar não por um marido, mas que Deus possa nos usar para servir aos outros, seja de que forma. Que ele possa nos mostrar, onde e como podemos ser a maior benção para os outros, e que possamos deixar de aguardar algo que talvez nunca aconteça.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s